In Memoriam Credidio Rosa (4/9/1938 - 6/8/2014)

quarta-feira, 22 de março de 2017

Quintas das diversas regiões portuguesas - Cluvinho



CLUVINHO - MARÇO 2017


TEMA - QUINTAS DAS DIVERSAS REGIÕES PORTUGUESAS

LOCAL - NOU RESTAURANTE




Nossa reunião ocorreu no dia 21/03, todos os vinhos importados pela Mistral e todos foram aprovados pelo grupo, o quesito primeiro ou quarto colocado foi apenas uma questão de preferência, já que todos os vinhos receberam votação como primeiro, segundo, terceiro e quarto colocado, por ai dá para termos a conclusão que todos os vinhos foram aprovados.

Abrimos com um ótimo exemplar, QUINTA DA PONTE DA PEDRINHA BRANCO 2012, da região do Dão, um corte de Encruzado, Cerceal e Malvasia, vinhedos com 30 anos, guarda sugerida de 5 anos, cor amarela esverdeada, boa acidez, leve mineralidade, frutas e macio, GA -13%, R$ 89,00, muito bom custo/benefício.


LAGAR DE BAIXO 2012 - Produzido pela Quinta de Baixo, esta quinta pertence ao grupo Nieport famoso pelo seu vinho do porto, da região da Bairrada, corte de Baga e outras, vinhedos com 20 a 40 anos, estes vinhedos fornecem uvas para o famoso vinho do Palace Hotel Bussaco, passa por maloláctica em tonel, cor rubi, frutas escuras e vegetais, boa acidez, tanino leve e frutas, GA - 12,5%, R$ 192,00, foi o quarto na preferência.

DOM MARTINHO 2011 - Produzido pela Quinta do Carmo, da região o Alentejo, corte de 50% Aragonez, 15% Castelão, 20% Cabernet Sauvignon, 10% Syrah e 5% Alicante Bouschet, passa por tonel de inox e lagar de cimento, cor grena, frutas vermelhas e especiarias, boa acidez, taninos macios, GA - 14,5%, R$ 101,00, ótimo custo/beneficio, foi o primeiro na preferência.

MEANDRO 2013 - Produzido pela Quinta Vale do Meão, da região do Douro, é 2o. vinho da quinta, um corte de 35% Touriga Nacional, 34% Touriga Franca, 20% Tinta Roriz, 6% Tinta Barroca, 3% Tinto Cão e 2% Sousão, engarrafado em 2015, sempre premiado por RP e WS, passa por barris de carvalho de 2o. uso. cor rubi, frutas vermelhas, complexo, equilibrado, GA - 14%, R$ 180,00, terceiro na preferência.

DÃO ROTULO 2013 - Produzido por Quinta da Lomba Redoma Nieport, região do Dão, um corte de Touriga Nacional, Jaen e Alfrocheiro, maloláctica, em cuba de cimento por 20 meses, cor rubi, frutas escuras e especiarias, fresco e equilibrado, GA - 12,5%, preço R$ 124,00.

O jantar foi aberto para a escolha de assados ou massas, como sempre pratos de excelente qualidade e serviço exemplar, o vinho que acompanhou foi LAGOALVA TINTO 2014, da região do Tejo, GA - 13%, um corte de 50% Touriga Nacional, 25% Castelão e 25% Touriga Franca, maloláctica, passa por 4 a 6 meses por carvalho francês e americano, vinho aprovado por todos.

Cred não nos abandone

Taba

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Vinos Vicentin - Cluvinho

CLUVINHO - FEVEREIRO 2017

TEMA - VINOS VICENTIN

LOCAL - RESTAURANTE LA FRONTERA


Nossa reunião foi dia 21/02, e o tema foram os vinhos produzidos por uma única vinícola, sendo que todos os vinhos tem Malbec em sua composição. O grupo argentino Vicentin é muito forte, tendo negócios nas áreas de óleos comestíveis (soja, girassol e algodão), tecelagem, biodiesel, suco de uva, agronegócio, gado, mel e vinho. Em 2009 começou o empreendimento no mundo do vinho, no deserto selvagem de Mendoza, com o objetivo de criar e oferecer ao mundo um vinho da Grande Argentina Tinta, a Malbec, a primeira safra foi a de 2011. Para isto contratou como consultor o renomado Paul Hobbs e a enóloga Carola Tizio que possui um conceito interessante: que não há o vinho varietal, e somente o blend, pois num mesmo vinhedo há diferentes micro clima e terroir. A degustação foi abrilhantada pelo Breno, que é o representante destes vinhos.




Para variar mudamos a abertura, desta vez foram dois vinhos, primeiro o espumante MALBEC ROSADO, método champenoise, Malbec de duas regiões (Valle de Uco e Luján de Cuyo), não safrado, GA - 13,5%, preço R$ 99,00, muito bom, leve, deve agradar ao mundo feminino. O segundo BLANC DE MALBEC, de coloração rosada, 100% Malbec, das regiões La Consulta (73%) e Vista Flores (27%), safra 2015, 6 meses em carvalho americano, GA - 14,9%, preço R$ 85,00, muito bom.


BLEND DE MALBECS 2013 - Blend? Porque são castas de Malbec de 4 regiões diferentes (San Carlos, Tupungato, Valle de Uco e Luján de Cuyo), 9 meses em carvalho francês, cor rubi, ataque adocicado, taninos presentes, aroma frutas vermelhas, muito equilibrado, GA - 14,9%, preço R$ 85,00, quarto na preferência, mas as notas das 4 amostras foram bem próximas.


BACKBONE 2013 - Castas do Valle de Uco, este é um blend de 30% Cabernet Franc, 30% Cabernet Sauvignon, 30% Petit Verdot e 10% Malbec, rubi escuro, frutas vermelhas, fumo, boa acidez e levemente doce, complexo e elegante, GA - 14,9%, preço R$ 100,00, o primeiro na preferência.


COLOSSO 2013 - Castas de 2 regiões, Valle de Uco e Luján de Cuyo, e quatro diferentes vinhedos, 40% Malbec e 60% Bonarda, 24 meses em carvalho francês, cor rubi escuro, frutas vermelhas, taninos presentes, levemente doce, personalidade e agradável,
GA - 15,5%, preço R$ 186,00, terceiro na preferência.


MALDITO BLEND - Este é um blend das safras 2011/12/13, um blend das castas 94% Malbec, 3% Petit Verdot e 3% Cabernet Franc, 24 meses em carvalho francês, rubi escuro, aroma de compota de frutas, café e chocolate, taninos presentes, denso, mas elegante, GA - 15,5%, preço R$ 250,00, segundo na preferência.


O jantar foi magnífico com 3 opções de prato (um peixe, uma carne e um gnocchi).  Todos elogiaram os pratos escolhidos, para acompanhar foi o ótimo e já conhecido DORADO MALBEC 2014, preço R$ 43,00.
Um dos mentores desta degustação foi o nosso escritor Gentil.


Cred não nos abandone.


Taba

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Pequenos produtores andinos - Cluvinho



CLUVINHO - JANEIRO 2017

TEMA - PEQUENOS PRODUTORES ANDINOS

LOCAL - RESTAURANTE GENOVA


Esta reunião aconteceu no dia 17/01, o tema foi escolhido porque eu vim conhecer a importadora La Charbonnade de Canela - RS, que importa vinhos de pequenos produtores do Chile e Argentina, entre outros. Abrimos com o maravilhoso MELI Riesling chileno, que foi aprovado por todos, safra 2015, do Vale Maule, vinhedos com mais de 70 anos, produzido por Melimawida, com ótima acidez, frutos cítricos, mineral, GA -13%, preço R$ 49,00.


LA ORILLA 2009 - Um blend chileno do Vale Maule, com um corte de 45% Cabernet Sauvignon, 40% Carmenere e 15% Merlot , DO de edição limitada, produzido por Viña Bustamante, passa 12 meses em carvalho francês, rubi, frutas vermelhas secas, boa persistência, GA - 14,5%, preço R$ 61,00, terceiro na preferencia.

MONTEAGRELO 2013 - Um Cabernet Franc 100%, argentino de Mendoza, produzido pelo Bodega Bresser, esta foi a primeira vinícola a produzir um blend na Argentina, foi considerado o melhor Cabernet Franc argentino, 92 ptos. no Descorchados, rubi escuro, amoras, intenso, GA - 15%, preço R$ 108,50, primeiro na preferencia.

CACIQUE MARAVILLA 2013 - Um Cabernet Sauvignon chileno de Yumbel, produzido por Vitivinicola Cacique Maravilla, produz há 250 anos, rubi, especiarias, taninos presentes, boa acidez, GA - 13,3%, quarto na preferencia.

CUATRO PRIMOS BLEND 2012 - Um argentino do Vale do Uco, com um corte de Malbec, Syrah, Petit Verdot e Bonarda, produzido pela Familia Mayol em tanques de aço inox, passa por malolática, 30% em carvalho novo francês, após é feito o blend e fica por mais 6 meses em barricas antes do engarrafamento, 92 ptos. no Descorchados, esta safra foi produzido 1.100 caixas com 12 garrafas, grena, azeitonas verdes, persistente e muito elegante, GA - 14,3%, preço R$ 95,00, segundo na preferencia.

No jantar, o famoso e tradicional antepasto, o prato foi um Penne ao sugo com ricota e linguiça defumada (excelente), para harmonizar escolhi o surpreendente e excelente MAIRENA 2015, um argentino de Mendoza - Luan de Cuyo, 100% Bonarda, produzido por Bodega y Viñedos Familia Blanco, 50% fica 6 meses em carvalho francês, considerado pela Wine Spirit o melhor Bonarda do mundo, James Suckling 91 ptos., GA - 14,1% e um maravilhoso custo/beneficio R$ 52,00

Cred não nos abandone.

Taba

As últimas aqui no blog