In Memoriam Credidio Rosa (4/9/1938 - 6/8/2014)

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

TOP 100 da WS 2015 - Cluvinho


CLUVINHO - JANEIRO 2016
LOCAL - RESTAURANTE NOU
TEMA - TOP 100 DA WS 2015


A nossa reunião foi realizada no dia 19/01 e foi uma degustação do começo ao fim com os TOP 100 DA WS, a brincadeira foi ver se a nossa escolha coincidia com a da WS e grupo apenas inverteu uma escolha.
Abrimos com o ótimo branco CLOUDY BAY 2014, Sauvignon Blanc da Nova Zelândia, comprado na Rouge, com 93 ptos. e 21o. colocado nos TOP 100, da região de Malborough. Em outubro são removidas os bagos mais fracos e a colheita é feita entre 26/03 e 07/04, trabalhado em cuba de aço inox, amarelo esverdeado, aromas cítricos, goiaba e grapefruit, ótima acidez e fresco, GA - 13,5%, R$ 220,00.




MONTES ALPHA SYRAH 2012 - Tinto chileno, importado pela Mistral, da região de Apalta e Santa Cruz, com 92 ptos. e 37o. colocado nos TOP, foi considerado pela WS o melhor vinho do mundo em custo/beneficio, 90% Syrah, 7% Cab. Sauv. e 3% Viognier, vinificado em cuba de inox, passa por malolática, descansa 12 meses em carvalho francês, GA - 14,5%, R$ 142,00, foi escolhido o segundo da noite.


QUINTA DO CRASTO DOURO SUPERIOR 2012 - Este tinto português é importado pela Qualimpor, região de Castelo na Quinta da Cabreira, com 93 ptos. e 25o. colocado nos TOP, um corte de Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta  Roriz e Sousão, 12 meses em carvalho 70% em francês e 30% em americano, taninos equilibrados, muito agradável, GA - 14,4%, preço R$ 161,00, foi escolhido o primeiro da noite.


DUORUM DOURO COLHEITA 2013 - Tinto português, importado pela Casa Flora, solo de xisto, 91 ptos. e 84o. colocado nos TOP, um corte de 40% Touriga Nacional, 40% Touriga Franca e 20% Tinta Roriz, vinificado em lagares de inox, 10 meses em carvalho 90% em francês e 10% em americano, comparada com as outras amostras o tanino se mostrou muito presente, talvez por ser um um ano mais novo, GA - 13,5%. preço R$ 80,00, foi o quarto da noite.


CARMEN GRAN RESERVA CAB. SAUV. 2012 - Este tinto chileno é importado pela Mistral, da região do Alto Maipo, 91 ptos. e 32o. colocado nos TOP, 95% Cabernet Sauvignon e 5% Carménère, descansa 12 meses em carvalho francês de primeiro uso, GA - 13,5%, preço R$ 129,00, foi o terceiro da noite.


No jantar tivemos duas excelentes opções, um Fettucine ao ragu de cordeiro ou um Medalhão de filet mignon com linguine ao molho de cogumelos, para acompanhar o vinho foi o PORCA DE MURÇA TINTO 2013, importado pela Barrinhas, 90 ptos. e 39o. colocado nos TOP, este é o vinho mais vendido de Portugal, da região do Douro, um corte de Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinta Roriz e Tinta Barroca, produzido em cuba de aço inox, GA - 13%, preço R$ 32,00 .


Cred não nos abandone


Taba

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Champagnes e afins - Credvinho

Local: Grand Cru Moema
Tema: Champagnes e afins
Apresentação: Silvia Amorim

Mantendo nossa tradição realizamos nossa última reunião do ano de 2015 na Grand Cru Moema abordando o tema dos espumantes que marcam esta época do ano.
Tivemos a grande alegria de recebermos nossa querida Leila e com ela recordarmos algumas das muitas peculiaridades de nosso eterno mestre Credidio.


Nosso vinho de boca foi um Bottega Millesimato Brut 2014, 100% Glera, 11% GA, R$63,00 para um vinho de boca, assim como para uma piscina este espumante agradou muito.

Silvia iniciou sua explanação sobre todos os tipos de espumantes, muito proveitosa, rica e interessante. Contou com a participação de todos, inclusive sobre a explicação da denominação Prosecco , cuja cepa se chama agora Glera, e a região Prosecco se situa entre as vilas de Valdobbiadene e Conegliano.



Nossa degustação se iniciou com uma Cava Castellroig da região de Penedes, safrada 2011, 12%GA, produzida pelo método champenoise. Uma boa persistência, retrogosto agradável, perlage fina e consistente. R$188,00
Foi a terceira escolhida.

Em segundo lugar degustamos um Prosecco Giustino, de Ruggeri, safra 2014, 11,5% GA, R$188,00. Perlage frágil desaparecendo em poucos minutos, retrogosto também frágil.
Foi o quarto a ser escolhido.

Em terceiro lugar degustamos a Champagne Gosset Brut Excellence, 12% GA R$365,00.
Observamos madeira, vinho um pouco evoluído mas ainda com todas as caraterísticas de um verdadeiro Champagne.
Foi o escolhido da noite!!!!

Nosso quarto vinho foi um espumante Villa Crespia 2005, 13% GA com bom retrogosto e perlage fina e consistente
Foi o segundo a ser escolhido.

Nesta noite percebemos que o espumante italiano é preferido em relação aos demais e é preferido em relação ao Prosecco.

Nosso mavilhoso jantar foi com a difícil escolha entre uma posta de atum grelhado, um robalo grelhado, papardelle com ragu de ossobucco e entrecote ao molho de shitake.

Como acompanhamento tivemos um branco Chardonnay 2012 e um tinto Pinot Noir 2023 ambos Corralillo, Matetic, do vale de San Antonio, Chile.

Café

Nosso encontro foi alegre, descontraído e instrutivo. Teve de tudo um pouco.
Leila , muito obrigada por sua presença. Venha mais vezes trazer um pouco de nosso querido chef Credidio.
Um Feliz Natal a todos e um Novo Ano repleto de saúde, alegria e vinho.
Um beijo carinhoso em cada um de vocês,
Vera

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Espumantes Valduga

CLUVINHO - DEZEMBRO 2015

LOCAL - RESTAURANTE GENOVA

TEMA - ESPUMANTES VALDUGA


Como todos sabem, as nossas degustações são feitas às cegas, a única informação passada é que eram espumantes e não havia champagne. O desafio colocado é que cada amostra tinha um tempo de autólise diferente e que quanto mais tempo de autólise menor quantidade de açucar residual, pois as leveduras se alimentam justamente do açucar, e tentassem descobrir a que tinha menor e maior tempo de autólise. Houve uma menção honrosa ao Figão, que matou que os espumantes eram de um único produtor, porém errou na nacionalidade e o Evandro que matou que o espumante rosé da abertura era o Art Tradicional Brut Rosé da Valduga.

Abrimos com o já citado Art Tradicional Brut Rosé 2014, que passa por 12 meses de autólise em cave, residual 13,6 gr/l, 60% Chardonnay e 40% Pinot Noir, Vale dos Vinhedos, rosa salmão, florais, refrescante, GA - 12%, preço R$ 45,50.




RSV BRUT 25 MESES 2013 - Fica 25 meses em autólise na cave, residual 12,4 gr/l, 70% Chardonnay e 30% Pinot Noir, Vale dos Vinhedos, amarelo lima, frutas, equilibrado, GA - 12%, preço R$ 67,20, foi o quarto na preferência.


GRAN EXTRA BRUT 60 MESES 2010 - Passa 60 meses de autólise em cave, residual 5 gr/l, 80% Chardonnay e 20% Pinot Noir, sendo que a Chardonnay passa 12 meses em carvalho (8% do volume total), Vale dos Vinhedos, amarelo palha, amêndoas, bom volume, GA - 12,5%, R$ 120,00, foi o primeiro na preferência.


MARIA VALDUGA BRUT VINTAGE 2011 - Passa 48 meses de autólise em cave, residual 8 gr/l, 80% Chardonnay e 20% Pinot Noir, sendo que a Chardonnay passa 12 meses em carvalho (10% do volume total), Vale dos Vinhedos, amarelo palha, fruta em calda, fermento, ótimo frescor, GA - 12,5%, R$ 190,80, foi o segundo na preferência.


ESPUMANTE BRUT 130 - Fica 36 meses em autólise na cave, residual 12,4 gr/l, Chardonnay e Pinot Noir, a Chardonnay passa 12 meses em carvalho (8% do volume total), Vale dos Vinhedos, amarelo palha, tostados, frutas secas, volume amplo, GA - 13%, preço R$ 91,00, foi o terceiro na preferência.


O jantar foi regado por Champagne MONTAUDON, importado pela WINE, preço R$ 140,00, iniciamos com o ótimo antipasto do Genova e como prato principal um fettucine ao gorgonzola e bife a milanesa.


BOAS FESTAS!

Cred não nos abandone.

Taba

As últimas aqui no blog