In Memoriam Credidio Rosa (4/9/1938 - 6/8/2014)

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Vina Ot Iztochna Evropa - Cluvinho


CLUVINHO - SETEMBRO 2016
TEMA - VINA OT IZTOCHNA EVROPA
LOCAL - RESTAURANTE GALUSKA


Inicialmente tenho que explicar o tema que está escrito em búlgaro e quer dizer "Vinhos do Leste Europeu", a degustação foi este tema, acontece que inicialmente a ideia era fazer somente de vinhos búlgaros, porém decidi colocar vinhos do leste europeu que é uma novidade, mas a maioria de rótulos da noite foi de vinhos búlgaros. A importadora que está trazendo estes vinhos é a WINELANDS. A mais antiga vinícola da Bulgária data de 1909, após a queda do comunismo em 1992 elas voltaram a ser privatizadas, a Bulgária já foi o sexto país em produção de vinhos, o seus vinhedos são da época da Grécia Antiga. Possui 5 regiões de plantio de vinhas.

 

Abrimos com um ótimo búlgaro branco, o SUHINDOL CHARDONNAY E TRAMINER 2013, produzido por Lovico Suhindol, na região norte (Suhindol) nas planícies do rio Danúbio, como pode ver ele é um corte, sendo que a Traminer é da família da Gewurstraminer, amarelo ouro, aroma agradável de maçã e fruta seca, na boca elegante sem ataque de álcool, acidez equilibrada, GA - 13%, preço R$ 69,00.


PRAHOVA VALLEY RESERVA FETEASCA NEGRA 2013 - Este ótimo tinto romeno produzido por Cramele Halewood (empresa inglesa) que após a abertura do regime comprou esta propriedade, exporta quase tudo para a Inglaterra, está na região Dealurille Olteniel, passa durante 6 meses por carvalho francês novo, um varietal da casta autóctone Feteasca Negra (Donzela Negra) originária da Moldavia, cor, suavidade e elegância de um borgonha, apenas no nariz não lembra um borgonha, GA - 13%, preço R$ 68,00, custo/beneficio espetacular, foi escolhido o segundo da noite.


KRASNO PREMIUM BLEND 2012 - Este tinto esloveno é um corte bordalês (Cabernet Sauvignon, Merlot e Cabernet Franc), produzido por Vinska Klet Goriska. Existe desde 1957 e é a maior vinícola eslovena, situada próxima a fronteira italiana, passa por madeira, está fechado no início e no final abriu, um vinho agradável, GA - 13%, preço R$ 130,00, foi o quarto da noite.


MERCS KRAUTHAKER 2012 - Este tinto croata é um corte bordalês (Merlot, Cabernet Sauvignon), produzido por Krauthaker D.O., passa 16 meses por madeira, vinho elegante com personalidade, com aromas e cor típicos GA - 13,5%, preço R$ 115,00, foi escolhido o terceiro.


CHATEAU BURGOZONE GOLD MARSELAN 2011 - Este maravilhosos tinto búlgaro produzido pelo Chateau Burgozone, as margens do Danúbio em Oryahovo, com a casta Marselan, passa 8 meses de carvalho francês novo, muito elegante, com ótimo corpo e acidez, aromas marcantes e cor granada, GA - 14%, preço R$ 120,00, foi o primeiro da noite


O cardápio está abaixo, todos os pratos ótimos e um excelente serviço, escolhemos para harmonizar o búlgaro LOVICO MAVRUD 2012, produzido por Lovico Suhindol, passa por madeira, produzido 100% com a casta autóctone Mavrud, passa por madeira, rubi escuro, vinho bem gastronômico, com muita personalidade e aromas bem definidos, GA - 13,5%, preço R$ 73,00, ótimo custo/beneficio.




Cred não nos abandone.

Taba

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Vinhos com rótulos inusitados - Credvinho

CREDVINHO - AGOSTO 2016
TEMA - VINHOS COM RÓTULOS INUSITADOS
LOCAL - RESTAURANTE DE RAIZ NAMBUCO


Desta vez (17/8/2016) inovamos não só no tema como no local escolhido: vinhos com rótulos inusitados num restaurante basicamente vegano.
Jair nos deu o prazer de sua presença o que nos envaideceu. Venha mais vezes Jair!
Rogério apresentou de forma simpática e entusiasta estes vinhos de rótulos exóticos e que nos surpreenderam pela qualidade.

Tivemos dois vinhos de boca:
C ' est la Vie, vinho feito de um corte de Chardonnay e Sauvignon Blanc com aromas de frutas cítricas, bastante mineral com paladar muito fresco.
Feito pelo produtor francês Albert Bichot, safra 2013, França, Languedoc- Roussillon, 13% , R$85,00.

Cuatro Vacas Gordas, Torrentés, frescor e notas de violeta. Mendoza, Argentina, 14%, R$79,00.




Iniciamos nossa degustação com:

1-Arrogant Frog Tutti- Frutti
Elaborado pelo dinâmico enólogo Jean Claude Mas no Languedoc, com as uvas Cabernet Franc, cabernet sauvignon, grenache, merlot, mourvedre,syrah, , 2013 , 13%. R 70,00
Cor purpúrea, muitas frutas vermelhas maduras, taninos adocicados.é um vinho para se tomar por uma noite toda.
Foi o terceiro escolhido.

2- Monte dos Cabaços
Vinho denso, estruturado, com um final de boca prolongado. A enóloga Suzana Esteban diz ser um vinho feito exclusivamente por mulheres cujas características são menos taninos, , menos acidez, e mais delicados.
Cor granada escura, uvas Alicante Bouchet, Aragonês e Touriga Nacional, 13,5%, safra 2008
R$139,00.
Foi o escolhido da noite.

3 - Ménage à Trois:
Zinfandel da Califórnia da região de Lodi, 14% R$149,00.
O grupo Trinchero é um dos powerhouses da produção dos vinhos da Califórnia.
Esta uva, originalmente Croata, se adaptou tão bem ao solo e ao clima da Califórnia que a região se tornou a primeira produtora do mundo.
Foi o último escolhido.

4 - Enjeitado
Portugal, Alentejo, 2009, castas Alicante e Trincadeira 14,5%, vários estágios em barricas inox e de carvalho.
Foi o segundo escolhido.

Para a salada de grãos tivemos mais um branco:
Rapariga da Quinta 2013, Alentejo, castas: Alicante Bouschet, Aragonês e Trincadeira, 13%,
vinho de taninos suaves com final equilibrado e elegante, R$67,00.

Nosso jantar foi acompanhado do Plic Plic Plic, 2013, Monsant, Espanha, uvas Carignan e Garnacha, 14%, vinhedos de mais de trinta anos com rendimento limitado, maceração a frio de 3 dias, maturado em barrica de carvalho com leve filtração. R$110,00.




Para o jantar tivemos três opções :
1- estrogonofe vegano com cogumelos de Paris, leite de amêndoas, tomates, cebolas empapuçar com escalopinhos de shitake, arroz de castanhas e couve raw.

2- arroz goiano com cubos de filé de frango envolvido em arroz integral, banana da terra , ervilhas , pequi , castanhas de caju e tomatinhos.

3- grelhado saudável
Filé mignon, frango ou St peter com arroz de castanha ou batata doce com alecrim e salada verde.
Café adoçado com pasta de amendoim.

Este lugar bonito e agradável nos proporcionou uma noite muito gostosa que se prolongou até as 23:30. Foi difícil levantar no dia seguinte.
Até setembro,
Vera 🍷

domingo, 21 de agosto de 2016

Brincando de Sommelier - Cluvinho


CLUVINHO - AGOSTO 2016
TEMA - BRINCANDO DE SOMMELIER
LOCAL - GENOVA RESTAURANTE

A ideia desta reunião foi mudar a rotina de nossas degustações. Provamos 10 vinhos, duas séries de um branco e quatro tintos. Brincando de Sommelier porque foram colocados para degustar vinhos de baixo custo e o desafio era escolher os vinhos realmente com custo/beneficio e não só com custo. Antecipadamente posso afirmar que nenhum vinho foi reprovado, ou seja um vinho só com custo.


PRIMEIRA SERIE





MANDORLA PINOT GRIGIO 2014 - Vinho branco italiano do veneto, GA - 12%, R$ 45,00

TACUABÉ ARIANO RESERVA CABERNET FRANC/TANNAT 2011 - Tinto uruguaio, GA - 14%, R$ 42,00

PROMESA CABERNET SAUVIGNON 2015 - Tinto chileno, cabernet típico, GA - 13%, R$ 30,00

ITYNERA NERO D'AVOLA 2015 - Tinto italiano siciliano, GA - 13%, R$ 47,00

LEALTANZA EDICION LIMITADA 2013 - Tinto espanhol de Rioja, tempranillo, crianza, GA - 13,5%, R$ 52,00


SEGUNDA SERIE




QUINTA DA MIEIRA 2013 - Branco português do Douro, uva rabigato, GA - 13%, R$ 76,00

VINCENTIN DORADO BLEND 2013 - Tinto argentino de Mendoza, 60% Bonarda e 40% Malbec, GA - 14%, R$ 45,00

MANDORLA SYRAH 2014 - Tinto italiano siciliano, GA - 13,5%, R$ 45,00

MANDORLA PRIMITIVO 2014 - Tinto italiano da Puglia, GA - 14%, R$ 49,00

CASTELO DI GABIANO 2013 - Tinto italiano piemontes, uva Grignolino, GA - 14%, R$ 64,00

Minha classificação particular seria: VINCENTIN DORADO, LEALTANZA, PROMESA, MANDORLA SYRAH e os dois brancos

O jantar foi o tradicional antipasto do Genova e o prato principal um ótimo talharini com ragú de ossobuco harmonizado com o Castelo di Gabiano, um vinho muito fácil de harmonizar.

Cred não nos abandone.

Taba


As últimas aqui no blog