In Memoriam Credidio Rosa (4/9/1938 - 6/8/2014)

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Zinfandel - Cluvinho

CLUVINHO - MAIO 2016

TEMA - ZINFANDEL

LOCAL - MICAELA RESTAURANTE


No encontro deste mês estreamos um ótimo local para as nossas degustações, além da ótima cozinha, uma mesa formando um quadrado de forma que a interação entre os participantes foi muito grande. A Zinfandel começou a ser plantada nos USA no século 19, não se tem uma precisão de como esta casta foi levada para lá, já que a origem é croata e irmã da Primitivo, quando o vinho tem mais de 75% da casta Zinfandel ele é considerado um varietal. 



Abrimos com um White Zinfandel 2013 da Beringer, vinícola foi fundada em 1876. Importado pela World Wine, este vinho é do tipo rosé, apesar de ser white, mas nos USA ele é considerado um "Blush", que é um demi-sec, ou seja é um rosé mais doce e de baixo grau alcoólico no caso 10%, aromas de frutas vermelhas, cítricas, leve fresco e adocicado, preço R$ 77,00.


GHOST PINES ZINFANDEL 2014 - Produzido por Louis Martini, importado pela Wine.com.br, passa 6 meses em carvalho francês e americano, GA - 14,4%, rubi, geléia de morango, café, encorpado e taninos macios, preço R$ 164,00, ficou em segundo empatado com Beringer.


DE LOACH ZINFANDEL 2014 - Da região Russian River Valley, é um corte de 82% Zinfandel, 11% Petit Syrah, 6% Petit Verdot e 1% Cabernet Sauvignon, é produzido em tanques de inox e passa por carvalho americano, importado pela Wine Experience, rubi, aroma de cerejas, uva passa e anis, equilibrado, taninos leves e longo final, GA - 13,5%, R$ 132,00, foi o quarto na preferencia.


OAK RIDGE - OVZ (OLD VINES ZINFANDEL) 2012 - É produzido em Lodi, uma região entre Sierra Nevada e Baia de San Francisco, um corte de 96% Zinfandel e 4% Petit Syrah, 60% passa por carvalho americano e francês, importado pela Smart Buy, vinhas com mais de 120 anos, rubi, frutas vermelhas, geléia de framboesa, chocolate, encorpado, taninos leves, final adocicado, GA - 13,95%, R$ 161,00, foi o primeiro na escolha do grupo.


BERINGER FOUNDERS ESTATE 2013 - Da região de Santa Barbara - California, passa 6 meses em carvalho francês, importado pela World Wine, rubi violáceo, frutas vermelhas, pimenta negra, taninos macios e persistente, GA - 13,5%, R$ 129,00, ficou em segundo empatado com o Ghost Pines.


O jantar foi um Filé Micaela, um filet mIgnon acompanhado de um purê de mandioquinha com quatro queijos brasileiros e um presunto cru tostado, muito elogiado pelos participantes. Para harmonizar foi o excelente Harlow Ridge Zinfandel 2012, da região de Lodi, um corte de 76% Zinfandel, 11% Ariarnoa, 13% California mix grapes, passa por carvalho americano, rubi, frutas vermelhas, groselha, taninos suaves e final longo, GA - 13%, R$ 100,00, importado pela Wine Experience, muitos confrades elegeram como o melhor da noite.


Cred não nos abandone


Taba

terça-feira, 3 de maio de 2016

Vinhos das Vinícolas Romaneira e Argiano por Almir Meireles

Credvinho de abril de 2016
Local: Casa Europa
Tema: Vinhos das Vinícolas Romaneira e Argiano por Almir Meireles

Nossa reunião de abril foi , de certa forma, diferente, pois contamos com a presença de Almir Meireles, enófilo e membro do Board of Directors das Vinícolas Quinta da Romaneira em Portugal, Douro e da Argilo, Itália, Toscana. Almir, gentilmente, veio nos apresentar seus vinhos...
É economista de formação sendo expert em leites e laticínios, tendo escrito 8 livros sobre o assunto .Está, no momento, escrevendo um livro sobre vinhos, sua paixão há 30 anos.
Ele nos apresentou cada vinho em separado detalhando a região e sua composição.

Iniciamos com um branco Quinta da Romaneira 2013, 60% malvasia e 40% loureiro apresentando uma mineralidade intensa proveniente do Xisto.
R$ 150,00
Vinho intenso que agradou a todos.




1- Sino da Romaneira 2010, blend de Tinta Roriz, Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinto Cão.Vinho leve, que acompanha muito bem massas leves e carnes brancas. Foi apreciado. R$ 125,00

2- Rosso di Montalcino - 2012 Sangiovese. Vinho versátil que acompanharia uma pizza e uma carne vermelha. R$ 250,00

3- Quinta da Romaneira- Syrah 2012 - exceção pois é rara a uva Syrah sobretudo como varietal..
Muito corpo, equilíbrio, redondo na boca. Agradou a todos .R$ 270,00

4- Brunello de Montalcino - 2010 - Sangiovese, Esta foi uma ótima safra e este vinho foi seu representante fiel. R$ 484,00

Não fizemos uma análise pontual como sempre fazemos, mas pelos comentários finais concluímos que o preferido pela maioria foi o Brunello seguido do Syrah, Rosso e Sino.



Para jantar tivemos as opções de Stinco de Vitela com Risoto à Milanesa e Papardele com ragu de pato ou de cordeiro, todos excelentes. Regamos nosso jantar com Quinta da Romaneira Doc 2011 Magnum que harmonizou com perfeição os 3 pratos escolhidos.

Tivemos antes do café um cálice de Bacalhoa Moscatel de Setúbal Colheita 2012, um verdadeiro veludo.

A Casa Europa é um lugar excelente para degustações contando com uma equipe super eficiente e simpática, uma sala isolada no andar inferior somente para eventos e Almir que brilhou com seu conhecimento, disponibilidade e simpatia.
Obrigada Almir.
Boa noite e até maio,
Vera

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Deutscher Weißwein - Cluvinho

CLUVINHO - ABRIL 2016

TEMA - DEUTSCHER WEISSWEIN
LOCAL - TONTON RESTAURANTE



Nossa degustação aconteceu no dia 19/04 com vinhos importados pela WEINKELLER. Selecionamos vinhos de diferentes regiões e cepas diferentes, portanto a escolha foi feita pela preferência pessoal do tipo de vinho e não pela comparação de vinhos semelhantes.

Abrimos com o PFAFFMAN PORTUGIESER ROSÉ 2013 da região Pfalz, da casta tinta Portugieser de origem australiana, um semi-seco, residual 20gr/l, um rosé perolado, toque de morango, fresco, um típico rosé de piscina, vem em garrafa de 1 litro, GA - 10,5%, preço R$ 75,00, todos participantes gostaram pela leveza.




MICHEL GRAUER BURGUNDER KABINETT TROCKEN 2014 - Da região de Baden, produzido por Weingut Michel, da casta Pinot Gris (Grauburgunder), um branco reserva (Kabinett) seco (Trocken), dourado; toque de abacaxi, pêra e mel, mineral; na boca boa acidez e fresco, GA - 12%, residual 3,4 gr/l, preço R$ 139,00, ficou em terceiro na preferência.


GRIES GEWURZTRAMINER KABINETT 2013 - Da região Pfalz, do produtor Gries, um reserva semi-seco, da casta Gewurztraminer, dourado, toques de lichia, floral, muito agradável e fácil de beber, GA - 11,6%, residual 12,5%, preço R$ 99,00 foi o preferido da noite.


SCHLOSS LIESER RIESLING TROCKEN 2014 - Do Mosel, produtor SCHLOSS LIESER, branco seco, um Riesling muito equilibrado, dourado, mineral, ótima acidez no final, GA - 11%, residual 5,7 gr/l, preço R$ 139,00, foi o quarto da noite (para mim o primeiro).


BRÜGEL SILVANER KABINETT TROCKEN 2012 - Da região Franken norte da Bavária, produzido por Brügel, um branco seco reserva da casta Silvaner, um QmP (vinho de qualidade), dourado claro, toque vegetal, equilibrado com leve amargor final. GA - 13,5%, residual 4,2 gr/l, preço R$ 137,00 foi o segundo na preferência.


O jantar foi a espetacular Moqueca de Frutos do Mar, na minha opinião uma das melhores que já provei, sendo que os 15 confrades concordaram comigo ao final do jantar e para acompanhar eu escolhi o vinho KLOSTER RIESLING 2014, que se mostrou altamente gastronômico, da região Pfalz na extensão sul do Reno, produtor Kloster Heisbruck, dourado claro, toque cítrico e maçã verde, fresco e agradável, organico, GA - 13%, residual 9,5 gr/l, preço R$ 85,00. Nossos agradecimentos a equipe do TONTON pelo serviço e ótima comida.


Cred não nos abandone


Taba

As últimas aqui no blog